Comida, abrigo e proteção prometem futuro estável para a RDC

Sexta Feira 23. Julho 2010 22:00 Tempo: 3 days
Comunicado de imprensa conjunto ACNUR/PMA

GOMA, República Democrática do Congo, 23 de julho (ACNUR) – A Diretora Executiva do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA), Josette Sheeran, e o Alto Comissário para Refugiados, António Guterres, esperam que mais pessoas deslocadas pelo conflito na RDC encontrem a segurança necessária para retornarem às suas casas e recomeçarem a cultivar suas terras.

“Em todo o mundo observamos que, quando a segurança permite, as pessoas retornam às suas casas e retomam suas vidas”, disse Guterres. “Queremos ver mais disso acontecendo no leste do Congo. Mas essa é uma meta que só pode ser atingida se a proteção dos civis na RDC for uma prioridade nacional e internacional”.

“Não tenho dúvida que, dando o apoio que eles precisam e a estabilidade que anseiam, o povo desta região pode aproveitar a terra fértil em que vivem para construir um futuro melhor”, afirmou Sheeran. “Onde prevalece uma paz relativa, o PMA planeja ajudar as comunidades congolesas a retornarem a uma vida produtiva através de programas inovadores que utilizem dinheiro, cheques e o comercio local para apoiar o crescimento da economia agrícola”.

Sheeran e Guterres fizeram seus comentários antes da visita ao campo próximo a Nyanzale para congolês que foram forçados a abandonar suas casas devido ao conflito no leste do Congo.

Os campos para deslocados internos perto de Nyanzale, a 130 kms de Goma, capital do Kivu do Norte, destacam um dos mais importantes trabalhos a serem feitos pelo PMA e pelo ACNUR no lesto do Congo. Ambas as agências estão apoiando as populações que foram expulsas de suas terras e comunidades pelo conflito, e preparando-as para um futuro melhor se a paz e a estabilidade perduram.

O PMA fornece assistência alimentar para cerca de 150 mil deslocados internos na Província do Kivu do Norte. Esse número inclui quase quatro mil pessoas vivendo em três campos próximos a Nyanzale. A grande maioria dos moradores dos campos é de mulheres – cerca de 70%. Grande parte delas perdeu seus maridos e muitas foram estupradas durante anos de violência no Congo.

No Kivu do Norte, o ACNUR está assistindo aos refugiados, coordenando a assistência humanitária a 84 mil deslocados internos em 42 campos, e trabalhando para prevenir e responder à violência sexual. Desde 2007, o ACNUR ajudou 106 mil deslocados internos a retornar para suas comunidades e reconstruir suas vidas.

Nos últimos 15 meses, a relativa estabilidade em algumas áreas permitiu que mais de um milhão de deslocados voltasse a suas vilas. Em outros lugares, entretanto, ocorreram novos e significativos deslocamentos. Devido ao instável ambiente de segurança da região, Sheeran e Guterres alertaram que as decisões relativas ao futuro das forças de paz das Nações Unidas devem levar em consideração o apoio vital às agências humanitárias que ajudam as pessoas deslocadas em áreas remotas e inseguras.

O PMA é a maior agência humanitária do mundo no combate à fome. A cada ano, em média, o PMA alimenta mais de 90 milhões de pessoas em mais de 70 países.

O PMA oferece o serviço RSS para ajudar os jornalistas a se manterem informados dos últimos comunicados de imprensa, vídeos e fotos assim que são publicados no site WFP.org. Para mais detalhes visite o site: http://www.wfp.org/rss

O ACNUR trabalha para ajudar os milhares de refugiados e deslocados internos. Até o final de 2009 havia 43 milhões de pessoas em todo o mundo que foram obrigadas a se deslocar, incluindo 15,2 milhões de refugiados (10,4 milhões estão sob os cuidados do ACNUR), 983 mil solicitantes de refúgio e 27 milhões de deslocados internos.

Por: ACNUR – PMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: